Cigarro Eletrônico – Guia Completo!

O cigarro eletrônico, também chamado de e-cigarro, e-cig ou e-cigarette, é um aparelho mecânico-eletrônico desenvolvido com o objetivo de simular um cigarro e o ato de fumar

dicas-para-parar-de-fumar

É um dispositivo que produz vapor inalável com ou sem nicotina, apresentando diversos sabores (ex: tabaco, café, frutas, etc.) e podendo servir como uma alternativa ao fumante, pois, além de entregar nicotina, também proporciona sabor e sensação física semelhante a da fumaça do tabaco inalado, embora não haja tabaco, combustão e fumaça. Também, o cigarro eletrônico imita o hábito de fumar, o que para muitos fumantes é um dos obstáculos para o sucesso em parar de fumar tabaco, porém, faz muito menos mal que o tabaco, devido à sua composição com muito menos toxinas. – Fonte: Wikipedia

O modelo clássico do cigarro eletrônico é visualmente muito parecido com o produto verdadeiro, ou seja, possui a mesma cor branca e amarela, o mesmo formato e até a ponta simula estar acesa quando tragado. Contudo, este modelo já caiu em desuso, dando lugar a “box mods”, que têm o mesmo funcionamento do cigarro eletrónico semelhante ao cigarro normal, mas com temperatura e voltagem regulável, e, Na maior parte dos casos, com pilha substituível. Para além destes, existem diversos modelos disponíveis no mercado, sendo que o chamado cigarro eletrônico vai além de oferecer uma alternativa ao fumante de cigarros convencionais, pois também existem dispositivos em forma de charutos, cigarrilhas, cachimbo, entre outros muitos formatos.

Atualmente, a maioria dos cigarros eletrônicos disponíveis para venda são reutilizáveis e contém peças de reposição e/ou recarregáveis. Porém, é possível também encontrar cigarros eletrônicos totalmente descartáveis, sendo usados mais como uma versão de testes.

cigarro-eletronico-faz-malNo entanto, a nicotina presente no cigarro eletrônico é tecnicamente bem menor que o modelo original do cigarro, onde muitos passam a acreditar na possibilidade do cigarro eletrônico não ser prejudicial à saúde, ajudando também a solucionar o vício. Vale destacar que é possível encontrar refis sem a substância da nicotina. Inclusive, algumas pessoas chegam a obter esses refis de cigarros eletrônicos sem a substância viciante, apenas com sabores aleatórios que tendem a ser mais palatáveis como a menta, o chocolate e morango, dando a sensação semelhante de fumar um cigarro tradicional.

Restrições ao uso do cigarro eletrônico

Como a Anvisa considera o cigarro eletrônico um produto que libera fumaça de derivados do tabaco, as restrições e leis contra o cigarro normal também valem para ele.

Efeitos colaterais do cigarro eletrônico

Ainda não existem estudos que mostrem as consequências à exposição à nicotina em longo prazo. Por isso mesmo, não se sabe ao certo quais podem ser os efeitos colaterais do uso do cigarro eletrônico, nem mesmo se ele é contraindicado a alguma pessoa.

Porém, é comum que os usuários relatem sintomas como dores de garganta ou falta de ar ao usarem algumas marcas desse dispositivo.

Um estudo conduzido na Grécia com 30 voluntários mostrou que apenas cinco minutos fumando um desses dispositivos já reduz o fluxo de ar dos pulmões. Isso se deve ao fato de ainda estarem desenvolvendo regulamentos para a fabricação desses produtos e também a composição de seus refis nos países em que sua venda é autorizada, como os Estados Unidos.

Esperamos que tenha gostado desse artigo sobre os e-cigs! Avalie com calma e veja se vale a pena ou não fazer o uso dos mesmos!

Até breve!

Alex

Um comentário sobre “Cigarro Eletrônico – Guia Completo!

Deixe um comentário

error: Content is protected !!